Dicas para evitar ataques de hackers nas redes sociais

Os procedimentos mais simples podem ajudar a evitar situações extremamente prejudiciais às suas contas nas mídias sociais.

Hoje em dia todos utilizam pelo menos uma plataforma de mídia social. Seja no Facebook, Instagram ou Twitter, utilizamos para compartilhar fotos, histórias e experiências. Mas não usamos as redes sociais apenas para lazer e memes, utilizamos também, como a principal fonte de renda. Por fim, as mídias sociais se tornaram uma peça fundamental para a prosperidade de alguns negócios. Afinal poucos tiveram a visão de que algo como o Orkut traria tanto lucro e sucesso, quando aplicado estratégicamente. Toda essa dependência e presença nas redes sociais traz diversos benefícios. O que, pela consequência natural das coisas, tudo que é muito bom gera algo muito ruim.  Estamos todos sujeitos a ataques virtuais, de hackers e vírus, em qualquer plataforma. Seja ela no PC ou smartphone.

Você sabe como se proteger desses ataques virtuais? A Montezzi reuniu essas dicas que ajudam a amenizar o risco de ter sua conta hackeada, plataforma infectada e seu negócio em risco!

Seja seletivo ao escolher aplicativos de controle de mídia social.

Quando atravessamos a rua temos sempre que olhar para os dois lados para não ser pego de surpresa. E o mesmo se aplica momentos antes de instalar qualquer tipo de aplicativo em seu celular ou computador. É de extrema prudência realizar uma pesquisa antes de sequer baixar o aplicativo. Isso deve ser um procedimento de rotina para todos os tipos de aplicativos. Pesquise por informações de desenvolvedores, vídeos do programa funcionando e experiências de outros usuários em comentários e posts.

Os momentos mais vulneráveis são quando estamos em busca de aplicativos para automatização de redes sociais. Existem milhares de opções no mercado, muitas vezes gratuitas, que oferecem de forma fácil e simples a automatização de alguns processos em mídias sociais. Alguns funcionam com autorizações mais simples. Porém, o problema vem quando solicitam sua senha e usuário para se conectar a conta. Tome extremo cuidado e utilize somente aplicativos de confiança com reconhecimento social.

Utilize senhas fortes

O problema de senhas fortes é lembrar delas. Além disso, é um problema, também, anotar em algum lugar seguro o suficiente. Até Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, não era fã de usar senhas complexas, até que foi hackeado. Sua conta do Twitter, Instagram e Pinterest haviam sido comprometidas, tendo sua senha revelada para o mundo em um tweet. Muitos ainda agem como Mark Zuckerberg pensava, “Isso nunca vai acontecer comigo” e acabam usando a senha “dadada”, como o CEO fazia.

Isso, de fato, pode acontecer com qualquer um, inclusive se foi você quem criou o sistema da plataforma social mais utilizada no planeta. Ninguém está seguro. Para isso, é recomendado utilizar senhas fortes, com diversos caracteres diferentes, e sempre que possível, utilize símbolos e números. Existem diversos sites que realizam testes de senhas e dizem o quão segura ela é, além do tempo que um computador levaria para decifra-la. Um deles é o Kaspersky Secure Password Check. A Kaspersky é responsável por um dos melhores antivírus do mercado, portanto, é confiável.

Instale um Antivírus

Muitos provedores de internet já fornecem algum tipo de segurança e proteção para a rede.
No Brasil, não existe tanta opção diversa de provedor de internet. Portanto, sempre opte por provedores de confiança. Tome muito cuidado ao contratar um serviço de internet de empresas que não são conhecidas. Pois qualquer informação que você acessar através dessa rede poderá estar comprometida.

De qualquer forma, sempre tenha em seu celular e computador, um antivírus. A AVG e a Kaspersky, além de outras, oferecem opções gratuitas que já disponibilizam a proteção necessária para navegar na internet e lidar com informações delicadas tais como senhas de banco e redes sociais.

Utilize autenticação de dois fatores

A autenticação de dois fatores é oferecida por diversos serviços online, tais como Facebook, Instagram, Twitter e etc. É imperativo utilizar esse tipo de proteção, uma vez que a autenticação se dá por duas maneiras. Uma é a senha tradicional e a outra maneira é cadastrar um número de celular para receber uma confirmação de login. Essa é uma das maneiras mais seguras e absolutas de manter suas contas intactas.

Em caso de dúvidas, siga estes guias de habilitação da autenticação de dois fatores, para o Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin.

Mova suas senhas para um gerenciador de senhas

A ideia de você poder guardar todas as suas senhas e informações sigilosas em um só programa pode parecer perigoso, mas na verdade não é. O 1Password e o LastPass oferecem o serviço, em diversos planos, de armazenar senhas e informações bancárias em um só programa de alta segurança. A ideia de um gerenciador de senhas é que você tenha uma senha única e um código principal que é inserido juntamente à senha mestre. Esse tipo de programa geralmente preenche automaticamente suas senhas. Outros até oferecem serviços de análise de senha, onde verificam o nível de segurança e faz sugestões de opções diferentes e mais seguras, além de avisar quando você utilizou a senha mais de uma vez.

E então, gostou dessas dicas? Você já aplicava esses procedimentos em suas contas nas mídias sociais? Divulgue este artigo para aquelas pessoas que utilizam a senha “dadada” e contribua para um meio virtual mais seguro!

Investimento em Mídias Sociais

Como dar visibilidade para minha empresa no Google?