educação financeira na família

A educação financeira na família é um tópico cada vez mais frequente, mas muitas pessoas ainda não sabem como falar de dinheiro com os filhos.

No passado, esse assunto era considerado um tabu, e apenas os progenitores administravam as finanças familiares.

Entretanto, os tempos mudaram, e é importante que as crianças tenham uma boa educação desde pequenas, para se tornarem bons administradores.

Por isso, veja como trazer a educação financeira na família, e dicas para falar de dinheiro com seus filhos.

O que é educação financeira?

O conceito de educação financeira busca fazer com que as pessoas melhorem sua relação com o dinheiro, e sejam capazes de desenvolver habilidades para tomar decisões conscientes e responsáveis.

Ou seja, não se trata apenas de aprender como economizar, mas sim mudar o relacionamento com as finanças, tornando-se um administrador mais informado e cuidadoso.

No Brasil, milhões de consumidores se envolvem em dívidas todos os anos, por conta de um mau planejamento.

Por isso, é importante praticar a educação financeira na família desde cedo, para que as crianças tenham informações, orientações e a formação necessária para lidarem bem com seu dinheiro.

Por que é importante ensinar educação financeira na família?

A educação financeira não envolve apenas lidar com dinheiro, mas compreender como esse cenário funciona, e desenvolver hábitos saudáveis de consumo.

Mesmo na vida adulta, poucas pessoas sabem como os produtos de crédito funcionam. Por exemplo, empréstimos, financiamentos ou poupanças.

Assim, para criar práticas sustentáveis, é importante que esse conceito seja trabalhado o quanto antes.

Além disso, as finanças são um assunto que impactam toda a família, e é importante que os pais incluam seus filhos.

Dessa forma, eles crescerão com uma noção mais concreta sobre dinheiro, além de serem mais responsáveis com seus próprios ganhos.

Dicas para implementar a educação financeira na família

Muitos pais não sabem como implementar a educação financeira na família. No entanto, existem dicas que podem ajudar. Confira algumas formas de introduzir esse assunto com os filhos:

Poupanças e cofrinhos

As famosas poupanças em forma de cofrinhos são ótimas maneiras de começar a trabalhar educação financeira com os filhos.

Eles irão desenvolver senso de responsabilidade, de poupança e ter um entendimento sobre suas prioridades financeiras.

Por exemplo, você pode dar moedas e trocados para que eles guardem, e deixar que decidam o que fazer com o dinheiro.

Enquanto isso, também pode falar sobre a importância de poupar, e orientar sobre as quantias, mesmo que pequenas.

Jogos educativos

Existem diversos jogos educativos que podem ajudar a tratar sobre educação financeira na família.

Por exemplo, banco imobiliário, um jogo de tabuleiro popular que trata de compras, vendas e impostos de um jeito divertido.

Além disso, os pais podem criar seus próprios jogos para ajudar os filhos a entender mais sobre dinheiro, com recompensas que incentivem o estudo.

Envolva os filhos nas decisões de orçamento

Por fim, tratar sobre educação financeira na família também é um assunto sério. Assim, envolver os filhos nas decisões de orçamento é um bom primeiro passo.

Fale com eles de maneira séria e responsável, para que se sintam parte das decisões, e vejam como é importante ter esse planejamento.

Pode começar com pequenas informações, como a opinião deles sobre uma viagem ou um investimento.

Aos poucos, introduza outros aspectos financeiros, e faça com que se acostumem a tratar disso no dia a dia.

Dessa forma, a família poderá crescer em unidade, com administradores responsáveis, além de desenvolver uma relação consciente e saudável com dinheiro.