Em 1821, Dom João voltou para Portugal após um longo período em terras brasileiras. Ele deixou aqui seu filho Dom Pedro como príncipe regente e, percebendo que as ordens vindas de Portugal estavam transformando o Brasil em uma simples colônia novamente, o príncipe iniciou uma série de medidas que beneficiaram a população. D. João mal poderia imaginar que o seu escolhido se tornaria a peça crucial para a Independência do Brasil, proclamada às margens do Rio Ipiranga, em São Paulo, em 7 de setembro de 1822.