diferenças entre Reinf e eSocial

Conhecer as diferenças entre Reinf e eSocial é essencial para empresas que querem se adaptar ao novo projeto da Receita Federal.

Com o objetivo de unificar as declarações obrigatórios das empresas e diminuir as fraudes fiscais, a instituição criou um novo sistema de emissão de relatórios.

No entanto, os dois programas não são equivalentes, e é importante entender suas distinções para não ter problemas com a fiscalização no futuro.

Por isso, confira algumas diferenças entre Reinf e eSocial, além do que fazer em cada programa.

O que é eSocial?

Antes de mais nada, para conhecer as diferenças entre Reinf e eSocial, é preciso saber o que é cada plataforma.

Inicialmente, o eSocial é um sistema que admite informações relacionadas aos funcionários de uma empresa.

No entanto, vale lembrar que a obrigatoriedade de enviar documentos para o eSocial também se aplica para contribuintes que empregam além da CLT. Por exemplo, autônomos, microempreendedores, estagiários e sócios também devem participar.

Essa plataforma surgiu em 2014, sendo mais antiga, e foi criada na tentativa de unificar informações sobre os trabalhadores, de forma totalmente online.

Ela inclui todos os tipos de informação, desde admissões, dados sobre a vaga, remunerações, atestados e processos trabalhistas.

O que é EFD-Reinf?

Enquanto isso, as diferenças entre Reinf e eSocial confundem os contribuintes por conta da novidade da plataforma, que se tornou obrigatória apenas em 2020.

A Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais, conhecida pela sigla EFD-Reinf, faz parte do programa de informações da Receita Federal.

Com ele, contratantes podem enviar informações previdenciárias e trabalhistas sobre os funcionários, voltado especialmente para pessoas jurídicas.

No entanto, a plataforma inclui outras categorias, como contribuições tributárias e outros recolhimentos.

O envio dos documentos também tem um prazo diferente do eSocial, ocorrendo no final do mês. Mas também é obrigatório, mesmo para pessoas jurídicas de menor porte.

Quais as diferenças entre Reinf e eSocial?

Ambos os programas fazem parte do programa de Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), criado pela Receita Federal para ampliar seu banco de dados de trabalhadores em todo o Brasil.

Assim, as plataformas contam com algumas semelhanças, como serem obrigatórias, 100% online e envolverem dados de empregados e contratantes.

Entretanto, as diferenças entre Reinf e eSocial também são importantes.

O eSocial concentra suas informações na base previdenciária do trabalhador. Por exemplo, momento de admissão, demissão, férias, processos na Previdência e outros assuntos afins.

Enquanto isso, o EFD-REINF foi criado para concentrar dados sobre contribuição tributária, como pagamento de obrigações fiscais, INSS, FGTS, e tributos para pessoas físicas, como COFINS e CSLL.

Ou seja, o eSocial possui um caráter mais social do empregado, enquanto o Reinf é uma plataforma mais voltada para tributações e contribuições.

Juntas, as plataformas se complementam, e podem proporcionar um banco de dados mais completo para a Receita Federal e outras instituições governamentais.

As diferenças entre Reinf e eSocial são poucas, mas significativas, e o contribuinte deve se atentar para preencher cada documento corretamente.

Dessa forma, poderá utilizar os sistemas de maneira completa e eficiente, além de evitar complicações com o Fisco no futuro.